• 19Abr2017
  • Moda

Indústria do Calçado Português Acaba Com Desigualdade de Géneros

A prova de que aos poucos é possível alcançar a igualdade. Fotos: © D.R.

História acaba de ser feita em território nacional. Graças a um novo contrato de trabalho assinado pela associação responsável pela indústria do calçado português, de hoje em diante, homens e mulheres (que representam cerca de 60% dos trabalhadores) que tenham o mesmo trabalho serão pagos de forma igualitária.

Segundo declarações feitas por Paulo Gonçalves, porta-voz da APICCAPS (Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos) à Agência Lusa «Esta era uma preocupação do setor já há algum tempo e nas últimas negociações fomos sempre promovendo esta aproximação entre os salários de homens e de mulheres e este processo termina agora».

Tornando-se assim num exemplo a seguir, neste contrato que erradica a fosso salarial entre géneros dentro do setor, está ainda previsto um aumento médio dos salários de 3,8% para todos os trabalhadores.

De acordo com os dados da APICCAPS, atualmente, a indústria do calçado português exporta para 152 países cerca de 95% da sua produção.