Um Realizador Pediu a Emmy Rossum Que Fizesse Casting em Biquíni

E (surpresa, supresa) o filme não tinha cenas em biquíni, nem sequer de nudez. Por: Joana Moreira -- Imagem: © GTRESONLINE

Casos de sexismo e objetificação do corpo da mulher são o prato do dia na indústria do cinema. O cardápio de hoje é cortesia de Emmy Rossum, que partilhou a história de quando um realizador de um «grande filme» lhe pediu que fosse ao seu escritório de biquíni.

«Há um ano, a minha agente ligou-me e disse ‘Estou tão envergonhada por fazer esta chamada, mas há este grande filme e eles vão oferecer-to. Eles adoram o teu trabalho na série [Shameless]. Mas o realizador quer que vás ao escritório dele de biquíni. Não há audição. É tudo o que tens que fazer.» Na mesa redonda do The Hollywood Reporter, estavam outras mulheres atrizes. Todas se mostraram estupefactas, mas nenhuma verdadeiramente surpreendida. Afinal, é de Hollywood que se trata.

«Ele queria saber se eu era gorda ou não. Essa era basicamente a questão. E eu tive este momento em que pensei ‘Bem, quão bom é o papel?’ Por um segundo, eu estava do género ‘Devo fazê-lo? Envia-me o argumento. Se calhar a personagem está de biquíini no filme’», continuou a atriz, que é protagonista da série Shameless, que vai já para a 8ª temporada.

Mas não foi o caso. «Não estava de biquíni no filme, não estava nua no filme. ‘Adoramos o teu trabalho, mas só queremos ver quão duro é o teu rabo.’ Estás a gozar comigo? Da última vez que confirmei, não era modelo.»

Esta não é a primeira vez que Emmy Rossum se pronuncia sobre questões de desigualdade de género na indústria. No ano passado, a atriz lutou para que o seu salário igualasse o do ator William H. Macy. Rossum, que ganhava mais do que ela, apesar de dividirem o protagonismo em Shameless. Reivindicações que deram frutos, com Emmy a conseguir, em dezembro, a tão desejada – e justa – igualdade salarial.