Todos Os Looks de Maquilhagem do Primeiro Dia de ModaLisboa

Do minimalismo do look em Sangue Novo à extravagância da maquilhagem em Morecco. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Cristiana Morais para Make Up Factory / Perfumes e Companhia

 

Pele limpa

Nem cores garridas, nem extravagâncias, só simplicidade e frescura da pele em Sangue Novo. O look foi a aposta – segura – para mostrar a multiplicidade de estilos das coleções dos jovens designers que apresentam na plataforma. A tez perfeita foi conseguida com bases em textura em creme ou líquida, mas sem óleo (no caso, os maquilhadores usaram a Make Up Factory Oil Free Foundation e a Make Up Factory Camouflage Cream). Os olhos levaram apenas máscara de pestanas e os lábios somente um gloss ultra brilhante.

Lábios bordeaux 

No outono-inverno de Carolina Machado, as mulheres canalizam toda a atenção da maquilhagem nos lábios, onde o protagonista é o batom num tom entre o vermelho e o bordeaux (Make Up FActory by MJB Mat Lip Stylo n.21). Mas os olhos não são descurados, e por isso, são brindados com um risco prateado junto à linha das pestanas superiores.

 

Old glam

Foi em torno do old glamour que girou a maquilhagem no desfile de Duarte. A pele estava perfeita e iluminada, com recurso a dois produtos distintos, as pérolas iluminadoras (Make Up Factory Shimmer Pearls n.10) e um iluminador em bastão (Make Up Factory Art of Glow Stick). Os olhos estavam escurecidos com uma sombra em pó (Make Up Factory Mat Eye Shadow Matt Aubergine) e, no canto interior, com iluminador para chamar ainda mais a atenção para o centro do olhar. A rematar: uma boca matte e aveludada num tom vermelho-terracota.

 

Inspiração Vamp

«Um olhar chorão, melancólico», foi assim que a maquilhadora Antónia Rosa descreveu o olhar das modelos no desfile de Aleksandar Protic. As vamps dos anos 20 e 30, as atrizes incrivelmente sedutoras mas também vistas como preversas – como Theda Bara, uma das primeiras vamps da história do cinema – foram a inspiração para um look onde os olhos escuros dividem protagonismo com os lábios – ora num tom vermelho-sangue ora apenas hidratados e cobertos de gloss.

Manga psicadélico

Numa pela atitude contra-corrente – até na Moda, onde o desfile foi substituído por uma autêntica rave na passerelle – a maquilhagem em Morecco foi completamente fora da caixa. As modelos pareciam retiradas de uma autêntica BD japonesa. A pura vibe de manga girls foi conseguida com olhos caídos e no abuso de pestanas – postiças e exageradas – e na explosão de cor nas sombras de olhos, em que o laranja e o verde foram os reis da festa. Tudo remato com um fixador (Make Up Factory Hydro Balance Fixing Spray), para que a excentricidade se prolongasse o maior tempo possível.