Nada Pára a Esquiadora Americana Lindsey Vonn

Desde que conheceu o seu ídolo de infância, com 9 anos, a mais importante esquiadora da nossa era não parou.
ELLE + ROLEX

  • Lindsey Vonn

    «Comecei a esquiar com o meu pai quando tinha dois anos e meio. Sempre senti que, independentemente do que estivesse a acontecer na minha vida, podia estar nas montanhas e saber quem sou. Definitivamente vou esquiar para sempre».


  • Sobre o poder de um ídolo:

    «Conheci a (esquiadora) Picabo Street quando tinha nove anos numa sessão de autógrafos numa loja no Minnesota. Foi como conhecer uma super-heroína. Foi ela que me inspirou a ser uma esquiadora olímpica».


  • Sobre a família:

    «Sempre quis estar nos Jogos Olímpicos, mas há uma grande diferença entre dizer que o queremos fazer e ser mesmo a nossa carreira. A minha família inteira mudou-se para o Colorado (de Minnesota) para que eu pudesse competir. Sou a mais velha de cinco irmãos. Toda a minha família fez sacríficios para que eu pudesse esquiar».


  • Sobre competir durante a infância:

    «Não tinha muitos amigos quando era mais nova, porque ia muito pouco à escola, e quando estava a competir era sempre com crianças mais velhas do que eu, por isso nunca estava completamente integrada. Ninguém me entendia realmente. Mas isso não me chateava. Estava focada no meu caminho».

    © GTRESONLINE.


  • Sobre recuperar do pior:

    «(Em 2006) caí e achei que tinha partido as costas. Quando os resultados dos exames chegaram, a primeira coisa que eu disse foi "quero voltar para as montanhas agora". Quase fugi do hospital. Aliás tentei escapar ainda vestida com a bata e as meias, quando me apanharam mesmo antes de entrar no elevador. Esse incidente fez-me perceber o quanto gosto daquilo que faço. Pode acabar a qualquer minuto.»

    © GTRESONLINE.


  • Sobre ir até ao limite:

    «No momento em que estás satisfeito, é quando a tua carreira acabou. Quero ser melhor. Quero fazer mais. Há sempre um objetivo maior, há sempre alguém que fez mais do que eu, por isso porquê parar?»

    © GTRESONLINE.


  • Sobre o respeito:

    «Devido a tudo o que já alcancei na minha carreira, sinto sempre que sou respeitada pelos esquiadores masculinos. Consigo acompanhá-los, sou melhor que alguns deles e eles respeitam isso. Espero um dia poder competir contra eles».


  • Sobre retribuir:

    «Sinto uma extraordinária sensação de dever cumprido, sempre que consigo inspirar uma criança que está agora a começar. Mesmo se só passarmos 30 segundos com uma criança, ela provavelmente vai lembrar-se para o resto da vida. Sei que enquanto modelos a seguir, temos um enorme impacto.»

    © GTRESONLINE.


  • Sobre a importância do descanso:

    «É difícil sentirmo-nos bem, quando estamos expostos a demasiado stress. Faço tudo o que posso para descansar, porque caso contrário não posso fazer o meu trabalho. Tenho um enorme respeito por aquilo que o meu corpo pode fazer.»

    Stylist: Deborah Afshani; Cabelos: Teddy Charles; Maquilhagem: Lisa Storey; Manicure: Barbara Warner

    © GTRESONLINE.


  • Neste vídeo, Vonn explica aquilo que é necessário para se ser uma das melhores esquiadoras do mundo.