Entrámos no Apartamento da Modelo Arizona Muse

Ambientalista convicta, Arizona abriu-nos a porta do apartamento onde vive no centro de Londres. Imagens: © Luca Campri

Arizona Muse vive num canto sossegado da muito movimentada Edgware Road, em Londres, num apartamento com três quartos situado entre mercearias e restaurantes étnicos. A modelo, conhecida por protagonizar campanhas da Chanel, Chloé, Prada, Louis Vuitton ou Estée Lauder, entre muitas outras, mudou-se dos Estados Unidos para Londres há cinco anos. A maior parte desse tempo viveu na zona oeste da cidade – Notting Hill, Kensington, Kilburn – até se instalar neste apartamento há cerca de um ano. Vive com o marido francês, Boniface, e o filho de oito anos, Nikko. «Na nossa última casa, as peças de arte misturavam-se com caixas de arrumação no chão. Desta vez, a primeira coisa que fizemos foi contratar pessoas para nos montar os móveis e pendurar os quadros».

A modelo viveu sempre rodeada de arte antiga na infância.
A arte moderna é um prazer mais atual.

 

A sala de estar é inundada por luz natural que entra pelas enormes janelas que se abrem sobre uma zona residencial de Paddington e os tons suaves de azul que predominam na divisão (com destaque para o sofá de veludo e o enorme tapete) criam uma sensação de conforto. Em toda a casa é notória uma influência anos 50, tipo Mad Men – mesas de apoio triangulares, um trolley-bar em metal, com copos em cristal, chão forrado a cortiça e um aparador com pés. «Dantes eu costumava ter mobília mais pesada e tribal», conta Arizona enquanto nos mostra a casa. «Eram peças muito trabalhadas, em madeira escura. Começou a ser demasiado…»

O marido tem um gosto mais leve: «Ele veio com esta tendência anos 50 e mudou completamente a minha visão sobre o mobiliário. Adoro o resultado final. Agora valorizo o quão delicados e simples são os nossos móveis. Não ocupam o espaço todo, pode-se respirar».

O casal encontrou a maior parte das peças que decoram este apartamento londrino online. «eBay, eBay, eBay – foi uma verdadeira caça ao tesouro», revela Arizona enquanto nos indica, com orgulho, uma seleção das suas compras online, que incluem um aparador elegante e um bar vintage em madeira de dimensões consideráveis – «O tamanho não é apropriado para aqui mas tudo bem!». Como ambientalista convicta que é, Arizona sublinha que comprar peças em segunda mão é melhor para todos nós. «É bom dar um novo uso a peças antigas. Não comprámos nada novo. Apenas coisas que já tiveram uma outra vida, nada caras».

«O meu marido adora o estilo dos anos 50 e
mudou a forma como olho para o mobiliário.»

 

O vintage está-lhe no sangue. O pai era um art dealer e a mãe restaurava tecidos. «Cresci com arte antiga à minha volta – peças pré-colombianas, tapetes turcos e arte nativa-americana. Mas a arte moderna foi algo que só descobri mais tarde na vida. Não fazia parte do meu universo familiar».

A parede da sala de jantar está coberta por 15 fotografias quase iguais. «Comprámos na Contemporary African Art Fair, no ano passado. É uma série de autoria de uma artista chamada Lien Botha. Ela tirou a mesma foto muitas vezes mas retirando sempre qualquer elemento antes de fotografar de novo. Consigo estar horas a olhar para esta parede e não me canso».

Um espaço leve, onde a supermodelo descansa da stressante indústria da moda. Apesar de ter apenas 29 anos, tem uma maturidade fora do comum. Numa idade em que a maioria de nós estávamos a estudar, entre festas e noites em claro, ela estava a fazer capas de revistas (apareceu em mais de 40) e a abrir os desfiles dos criadores mais importantes do mundo.

Nos últimos anos decidiu, sensatamente, não trabalhar aos fins de semana para passar mais tempo com a família. «Foi uma decisão que mudou a minha vida», diz ela com ilustrativo suspiro. «Há uns anos percebi porque é que se instaurou que só se trabalha de segunda a sexta – os seres humanos precisam de descansar e ter tempo para si». Pergunta que se impõe: como passa ela este recente tempo livre? Há uns instrumentos de percussão com ar exótico no canto da sala mas Arizona apressa-se a clarificar que, definitivamente, não lhe pertencem. «Não sou uma pessoa musical – tenho a certeza disto que estou a dizer porque andei numa escola de música e nunca consegui melhorar!» Mas o marido e o filho são. «O meu marido começou a tocar baixo e o meu filho guitarra. Têm aulas todas as sextas-feiras, um depois do outro, são mesmo queridos».

As atividades de exterior são mais o género de Arizona. Passou a infância a fazer equitação mas recentemente apaixonou-se pelo kitesurf. «É como snowboard na água, com uma vela que nos leva. Quando tive a primeira aula percebi que não era nada fácil». Mas a modelo não se deixa vencer facilmente. Nem a falta de sono por ter voado de madrugada, nem anos a tentar equilibrar uma carreira exigente com uma família, nem mesmo uma prancha com uma vela mar adentro. Tal como o tal bar vintage, tudo acaba por encaixar.

Para entrar no apartamento percorra a galeria, em baixo.

Este artigo foi originalmente publicado na ELLE de março de 2018.