Seleção de Futebol da Noruega Acaba Com Desigualdade Salarial

Os atletas masculinos aceitaram passar a receber menos em prol da igualdade de salários. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Gtresonline

O campo é o mesmo, a bola também. Os equipamentos são feitos do mesmo material. Tudo é igual no futebol masculino e feminino, menos os salários. Mas na Noruega, isso está prestes a mudar.

A federação norueguesa de futebol vai passar a pagar em igual valor a homens e mulheres da seleção nacional, acabando com a discriminação salarial que prejudica a equipa feminina.

De acordo com o The Guardian, o acordo para igualar os salários é conseguido através da redução das receitas em publicidade da equipa masculina, transitando esse valor para a remuneração das atletas femininas. A medida deverá entrar em vigor no próximo ano.

A decisão, tomada no sábado, teve rapidamente repercussões online. Caroline Hansen, a internacional norueguesa que joga na equipa alemã Wolfsburg, foi uma das que usou o Instagram para assinalar este momento histórico. «Isto pode ser uma coisa pequena para vocês. Isto pode não ter reflexo nos vossos salários mensais. Isto pode ser um comportamento óbvio. Mas isto significa tudo para nós! Para a nossa equipa! E para todas as atletas femininas por aí, que fazem o mesmo trabalho, praticam o mesmo desporto que os homens, mas são pagas em menor valor!», escreveu. «Obrigada por terem dado este passo. Por mostrarem igualdade e por nos ajudarem a tornar um bocadinho mais fácil correr atrás dos sonhos e torná-los realidade!»