Centenas de Mulheres Marcharam em Hollywood Contra o Assédio Sexual

A concentração aconteceu à porta do teatro Dolby, onde acontece a cerimónia dos Óscares. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Gtresonline

A denúncia de comportamentos abusivos, assédio ou exercício de poder com finalidades sexuais em Hollywood é agora noticiada a um ritmo diário. A caixa de Pandora abriu-se com o escândalo com o produtor Harvey Weinstein e, a partir daí, foram cada vez mais os casos a serem postos a descoberto, com o mais recente a ser o que envolve o comediante Louis C.K., que já assumiu mea culpa.

E se as redes sociais são um dos motores para a propagação do movimento criado – a hashtag #MeToo, que incita os sobreviventes de abuso e assédio sexual a falar sobre o assunto -, por vezes o online consegue transpor a barreira digital e assume-se no mundo físico. Foi o que aconteceu este domingo, quando centenas de manifestantes (na sua maioria, mulheres) se concentraram junto ao teatro Dolby, em Hollywood, para protestar contra os abusos.

«#MeToo», «Atores contra a cultura da violação», «Diz a alguém, também me aconteceu a mim», «Parem de culpar as vítimas» ou «A violação existiu antes das mini-saias» foram algumas das mensagens que os protestastes envergaram em cartazes e faixas durante a marcha.

Uma das mulheres que caminhou na frente foi Tarana Burke, a fundadora original da campanha #MeToo – que viria mais tarde a ser promovida pela atriz Alyssa Milano, aquando das acusações a Weinstein. «Não quero perder mais um momento do meu tempo a chamar nomes aos tipos que não merecem respirar comigo», disse Burke à multidão, avança o site Deadline. «Este dia não é para eles. Este dia é para nós».

O simbolismo do local

O ponto de concentração da marca não foi escolhido ao acaso.  É no icónico Dolby Theater, um teatro no «coração» de Hollywood, que anualmente acolhe a cerimónia dos Óscares. Depois de uma série de nomes do mundo do cinema serem acusados de conduta inapropriada, esta é uma chamada de atenção para os que intimidam, ameaçam e abusam dos que lhes são inferiores na indústria da sétima arte.

Veja, abaixo, algumas das imagens da marcha.

A few snaps from the #metoomarch yesterday #metoo #metoomarchla #metoomarchlosangeles #hollywoodblvd #hope #love

A post shared by Gabriel Olsen (@gabrielbolsen) on