Spotify Remove Todas as Músicas de R. Kelly das Playlists da Plataforma

Para além deste, também XXXTentacion e Tay-K foram excluídos da plataforma de streaming. Por: Vítor Rodrigues Machado -- Imagem: © GTRESONLINE.

Apesar do hashtag (ou se preferir, movimento) #MuteRKelly já ser conhecido há mais de um ano, foi só no início do mês de maio, quando um grupo de mulheres negras ligadas ao movimento Time’s Up publicou uma carta aberta, no site The Root, que começou a ganhar mais notoriedade. E o primeiro reflexo desse fortalecimento é a recente remoção de todas as músicas de R. Kelly das playlists do Spotify: Your Daily Mix, New Music Friday, Discover Weekly ou RapCaviar.

Segundo a Billboard, tudo terá a ver com a nova política de conduta adotada pela plataforma de streaming que acredita «na liberdade, diversidade, tolerância e respeito, e quer promover esses valores através da música e artes críticas».

Ainda à mesma publicação, a plataforma de streaming escreveu: «Estamos a apagar as músicas do R.Kelly de todas as playlists criadas pelo Spotify e de recomendações algorítmicas como o Discover Weekly. A música dele [R. Kelly] ainda estará disponível no serviço, mas o Spotify não vai mais promovê-la ativamente. Não censuramos o conteúdo por causa do comportamento de um artista ou criativo, mas queremos que as nossas decisões editoriais – aquilo que escolhemos – reflita os nossos valores. Quando um artista ou um criativo faz algo que é especialmente odioso, isso pode afetar a forma como trabalhamos ou apoiamos esse artista ou criador».

No passado, R. Kelly já havia sido acusado de vários crimes que vêm inclusivamente listados na carta aberta, sendo eles: casamento com uma menor de 18 anos [Aaliyah que à data tinha 15 anos], má conduta sexual, envolvimento sexual com menores, agressão agravada, fornecimento de droga a menores, posse de pornografia infantil, e ainda, abuso sexual e encarceramento de mulheres sob ameaça de violência às próprias ou a familiares.

Mais recentemente, uma mulher da cidade de Dallas, que pretende manter-se no anonimato, entregou à policia uma série de provas que atestam as acusações de manipulação emocional que apresentou contra o cantor. 

Para além de Kelly, também XXXTentacion e Tay-K foram removidos das playlists da plataforma de streaming. O primeiro por ter agredido fisicamente a namorada, grávida na altura, e coagido as testemunhas, e o segundo, foi acusado de roubo e assassinato de um jovem de 21 anos.