Vai Existir Um Museu Victoria & Albert Inspirado em Cristóbal Balenciaga

O trabalho do costureiro espanhol serve de inspiração para a conceção do edifício que vai nascer em Londres. Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © D.R

Cristóbal Balenciaga era um visionário, um costureiro com mãos talentosas capazes de tornar pedaços de tecido em peças de vestuário arrojadas, com cortes inovadores que revolucionaram o mundo da Moda nos anos 50.

Agora, o trabalho daquele que ficou conhecido como «O Mestre» da alta costura serve de fonte de inspiração para o projeto arquitectónico do segundo museu Victoria & Albert (V&A), que vai nascer em Startford, no este de Londres.

O primeiro esboço deste novo museu já foi revelado e mostra um edifício minimalista com formas triangulares. De acordo com o Evening Standard, Sheila O’Donnell e John Tuomey, a quem o projeto do Victoria & Albert East foi entregue, estudaram atentamente o trabalho do costureiro espanhol, e foi nele que se inspiraram para conceber o edifício.

Mais especificamente, foi uma peça da exposição temporária Balenciaga: Shaping Fashion, que esteve patente no V&A até fevereiro deste ano, que chamou a atenção da dupla de arquitetos. A obra em questão é um raio-x de um vestido de Cristóbal Balenciaga que mostra a complexa estrutura que sustenta aquela peça de vestuário, à primeira vista tão simples.

Ainda é muito cedo para falar em datas para a abertura deste novo museu mas o plano de obras prevê que em 2023 o V&A East já esteja a funcionar.

O legado e a influência do costureiro espanhol

Balenciaga: Shaping Fashion foi a primeira exposição sobre a obra de Cristóbal Balenciaga a ser apresentada no Reino Unido. A mostra contou com mais de 100 objetos do criador, desde registos documentais, como esboços e fotografias, a peças de vestuário e acessórios, como vestidos e chapéus. Desta enorme retrospetiva no V&A resultou um livro de quase 200 páginas sobre o trabalho de um dos maiores costureiros de moda de todos os tempos, que ficou conhecido pelo seu perfecionismo e por ousar explorar novas estruturas.