Filipe Augusto Vence Prémio ModaLisboa Sangue Novo

O designer convenceu o júri com uma coleção inspirada nas memórias passadas no Douro. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Ugo Camera.

A ModaLisboa arrancou, como de resto sempre, com Sangue Novo – a plataforma que dá visibilidade a novos designers e jovens promessas da Moda nacional.

O grande vencedor deste ano foi Filipe Augusto, que, de entre oito, foi o designer escolhido para receber o prémio ModaLisboa, que inclui um curso de verão numa academia italiana de Moda, uma bolsa de  € 5.000, e ainda a entrada direta na próxima edição de Sangue Novo, em outubro.

O designer da Régua, que já tinha sido premiado na edição anterior com o prémio FashionClash, viu a sua coleção carregada de nostalgia e com claras referências às suas memórias a um Douro antigo – apropriadamente designada como «Colheitas» – ser reconhecida.

Blue is the warmest color

Já Rita Sá apresentou um desfile que prova a veracidade do título do filme de Abdellatif Kechiche. Com uma coleção que joga com diferentes silhuetas e volumes, a designer apropriou-se totalmente do azul para criar um outono-inverno absolutamente monocromático. Com isso arrecadou o prémio FashionClash, cujo prémio inclui a participação no Festival de Moda Holandês, para representar Portugal na próxima edição do evento, em junho.

Da passerelle para as lojas

I’m In The Wrong Joke é o nome da coleção de Inês Nunes do Valle. A piada até podia ser errada, mas convenceu os fundadores da loja The Feeting Room, que decidiram atribuir o prémio à designer lisboeta que vê, assim, a sua coleção chegar às lojas em Lisboa e no Porto.

Dignos de nota

São dois e ganham entrada direta para a plataforma Sangue Novo na próxima edição da ModaLisboa. Dignos de uma menção honrosa foram os designers Federico Protto, que embarcou numa verdadeira viagem à sua terra natal, Montevideo, Uruguai, em busca de inspiração, e Rita Sá, que viveu um autêntico déjà vu da edição passada, ao ser uma vez mais distinguida desta forma.