Luís Carvalho Conseguiu a Proeza de Reinventar o Padrão Polka Dot

Sim, há vida para além do tradicional. Por: Lígia Gonçalves -- Imagens: © Ugo Camera.

Quando, na estação passada, Luís Carvalho trouxe para a passerelle um exército de looks em tons pastel foi óbvio que aquele era o guarda-roupa que queríamos usar na primavera, que agora se aproxima a passos largos.

E ainda que ontem, no desfile que apresentou no Pavilhão Carlos Lopes, o designer de Vizela tenha enveredado num registo de tons totalmente diferente – desapareceram as cores suaves e entrou a profundidade do roxo, vermelho, preto e azul – as peças de Luís Carvalho voltaram a ser aquelas que precisamos todos os dias e a todas as horas.

Um dos principais fatores a contribuir para este efeito foi a forma como Carvalho combinou o preto e o branco num nada tradicional padrão polka dot, pintando as clássicas bolinhas brancas com um padrão axadrezado. Um estampado que aplicou em vestidos e blusas, mas também em detalhes, como folhos, provando que há sempre espaço para a inovação.

Para além da reinvenção do polka dot, também a silhueta habitual do criador sofreu alterações. Uma informação que o próprio confirmou à ELLE, minutos antes do desfile. «É uma coleção um bocadinho mais rock, um bocadinho mais edgy e com uma linha completamente diferente, mas com a minha assinatura», disse. Inspirado pelos edifícios das grandes cidades, Carvalho trouxe uma silhueta mais reta e oversized, mas não menos desejável.

Também a década de 60 foi influência, sentindo-se não só na maquilhagem (aquele eyeliner, aquele eyeliner), mas também na escolha de alguns materiais como o vinil. Sobre este último, o exemplo supremo talvez seja a gabardine vermelha que o designer elegeu como peça de destaque na mesma entrevista à ELLE.

Como se isto não bastasse, Luís Carvalho trouxe ainda para a passerelle, e para os nossos sonhos, os vestidos, ora dourados ora com transparências, que precisamos para uma atitude empoderada.

Veja as imagens do desfile aqui, e alguns detalhes na galeria, em baixo.