Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow Acusam Harvey Weinstein de Assédio

São mais duas vozes a acusar o produtor de assédio sexual. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Gtresonline

O caso está a abalar Hollywood. Todos os olhos estão postos na polémica que envolve o produtor Harvey Weinstein, que está as ser acusado de assédio sexual. E se começaram por ser assistentes e jovens atrizes a fazer as primeiras denúncias, rapidamente o caso escalou para outras proporções.

Alguns dos nomes mais proeminentes do meio estão agora a admitir situações semelhantes com o produtor. Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow são duas delas. A primeira afirma ter sido assediada pelo produtor num quarto de hotel, no final dos anos 90, aquando da estreia do filme Entre Estranhos e Amantes (1998). «Tive uma experiência má com Harvey Weinstein quando era miúda. Por causa disso, escolhi nunca mais voltar a trabalhar com ele e avisar os outros quando o fizessem», disse Jolie num e-mail ao The New York Times. «Este comportamento com mulheres em qualquer meio, em qualquer país, é inaceitável», rematou.

Já Gwyneth Paltrow tinha 22 anos quando a situação terá acontecido. O produtor tinha-a contratado para protagonista da adaptação cinematográfica da obra de Jane Austen, Emma. Num quarto de hotel antes de filmar, Weinstein terá forçado o contacto físico com ela e sugerido que fossem para o quarto fazer massagens, contou ao jornal norte-americano. «Eu era uma criança, eu consegui o papel, estava petrificada», disse, explicando que, depois de recusar, recorreu a Brad Pitt, namorado na altura, e que o ator confrontou o produtor. «Achei que ele ia despedir-me», confessou.

Repercussões profissionais e pessoais

Na sequência deste escândalo, que continua a somar histórias até agora silenciadas, Harvey Weinstein já foi afastado da companhia que fundou. Quanto a projetos futuros, estão agora em maus lençóis, com a polémica a pôr em causa o nome e a credibilidade do produtor. A série sobre a vida de Elvis Presley, da Apple, por exemplo, que era da produtora de Weinstein, foi entretanto suspensa. No espectro pessoal, Georgina Chapman, que inicialmente tinha afirmado que iria ficar do lado do marido, escolheu separar-se do produtor, com que estava casada desde 2007 e com quem tem dois filhos.